Pular para o conteúdo principal

GULFNOTICIAS JCNEWS: Isolados, idosos são vítimas constantes de violência durante a pandemia; familiares são os que mais agridem

Imagem: Rawpixel/ Freepik[Isolados, idosos são vítimas constantes de violência durante a pandemia; familiares são os que mais agridem ]Durante a pandemia de coronavírus, os idosos ganharam destaque nos noticiários por causa do aumento nos casos de violência contra este público. Isoladas em casa, abrigos e abandonados nas ruas, as pessoas com mais de 60 anos se viram reféns de agressões, xingamentos, chacotas, usurpação de patrimônio, entre outros crimes. 

Os agressores? A maioria deles são familiares das vítimas - em 2019, antes da pandemia, foram responsáveis por 83% dos casos, conforme dados da Secretaria Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa. 

A defensora pública Laise Carvalho, coordenadora da Especializada do Idoso da Defensoria Pública da Bahia, explica que a pandemia revelou para a sociedade uma realidade que estava invisível: o esquecimento dos idosos. É um público que, geralmente, precisa de mais cuidado na hora de se alimentar, tomar banho, comprar remédios e outras atividades do dia a dia. Mesmo assim, muitos precisam se virar sozinhos ou com a ajuda de vizinhos ou entidades beneficentes.

“Muitas vezes, quando a situação chega até os órgãos e instituições de defesa, os idosos estão tão fragilizados que não conseguem mais reagir e vão a óbito. Os familiares ou pessoas em que o idoso confia, como amigos próximos e cuidadores de longa data, são os que mais os violentam. Não é só a violência física, mas a psicológica, a moral, nas quais os idosos são expostos a situações vexatórias e desrespeitosas”, elencou a defensora pública. Com medo que o familiar seja preso, muitos idosos preferem não denunciar quando sofrem violência. 

Aqueles vídeos “engraçados” nos quais os idosos aparecem tentando sair de casa durante a pandemia e são barrados com a promessa de que a polícia será chamada é um dos exemplos da violência moral. As maiores vítimas são pessoas com quadro demencial ou Alzheimer. Já a violência patrimonial é o uso não autorizado da renda do idoso. Alguns exemplos de crime nesta seara são: quando a pessoa toma um empréstimo consignado no salário do idoso e não paga; retira dinheiro da conta dele sem avisar; utiliza os vencimentos dele para benefício próprio; tenta assumir seus bens. Laise afirma que ainda não foi feito um estudo durante a pandemia, mas o público idoso mais afetado pelos diversos tipos de violência é formado por pessoas do sexo feminino e negras que residem na periferia. “É importante destacar que envelhecimento não significa incapacidade. Se a pessoa idosa está autônoma e independente, deve continuar a fazer todas as suas atividades do cotidiano”, alertou. 

Com a suspensão do atendimento presencial e a adoção do regime virtual na Defensoria Pública da Bahia, as vítimas, familiares ou pessoas que sabem da violência contra o idoso têm encontrado mais dificuldade para denunciar. “Tem havido uma subnotificação porque diversos idosos não têm acesso à tecnologia e à informação sobre como realizar a denúncia. Para eles, é mais fácil ir até a Defensoria”, revelou. 


Obs: J.Claudino Blogueiro Gospel, " hoje enfermo " tbm sentido esse mal na pela, afirma:     Os agressores? A maioria deles são familiares das vítimas - o esquecimento dos idosos. É um público que, geralmente, precisa de mais cuidado na hora de se alimentar,  comprar remédios e outras atividades do dia a dia. Mesmo assim, muitos precisam se virar sozinhos Muitas vezes, quando a situação chega "tal ponto" os órgãos e instituições de defesa, os idosos estão tão fragilizados que não conseguem mais reagir e vão a óbito. Os familiares ou pessoas em que o idoso confia, como amigos próximos são os que mais os violentam. Não é só a violência física, mas a psicológica, a moral, nas quais os idosos são expostos a situações vexatórias e desrespeitosas”, elencou a defensora pública. Com medo que o familiar seja preso, muitos são pessoas que torna-se FANÁTICAS religiosas, e abonadona o idoso, querendo "arcar com tudo sozinho" quando Jesus, O DONO do OURO, e filho de Deus Supremo. mas, tinha 12 (doze) apostolos, para ajuda-lo, e por que "pessoas" abondona seus idosos, pra cuidar dos altares de seus "santos ou deuses" será que Deus, está satisfeitos com "esses (a) BEATAS (O) que por muitas toma (Drogas) trocados, esquecem de tomar seus respectivos medicamentos indicados pelos seus médicos, 

Obs: existe idoso que psicologicamente,ficam tão abalados.  e se achando inultil,quando percebe,que quando jovem , prestou solidariamente ajudas, 'algumas, graças ao idoso, conseguiram algum beneficio ,empregos etc, e hoje fingem esquecer a tal ajuda do idoso, alguns perguntam. Será que esses "ingratos, egoístas, e ... amanha, não ´poderão ser ELES tbm a vitima do descaso de familiares, INGRATOS. ?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

GULFNOTICIAS JCNEWS ; IGREJA UNIVERSAL ABRE O JOGO E REVELA SOBRE SAÍDA DO BISPO FORMIGONI

Igreja Universal (IURD) abre o jogo sobre o bispo Formigoni e abala mundo gospel. A Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), resolveu abrir o jogo sobre o bispo Formigoni, depois que o ex-pastor da instituição Alfredo Paulo, contou sobre a expulsão de um dos braços fortes de Edir Macedo.
Numa reunião que aconteceu na última quinta-feira, com pastores, Renato Cardoso genro de Edir Macedo e lider de confiança da IURD falou a versão dele do que aconteceu com o bispo Formigoni e porque ele não é mais bispo. Renato explicou que o Formigo procurou a esposa, assumindo que havia tinha tido uma conduta inconveniente com trocas de mensagem com outra mulher. Ainda afirmou que teve acesso a essas mensagens, e por isso ficou comprovado que ele foi desonroso e que faltou respeito com a própria esposa, com a igreja e principalmente com Deus. A IGREJA A UNIVERSAL LAMENTOU O FATO, MAS DE ACORDO COM RENATO CARDOSO, NÃO TINHA COMO MANTER FORMIGONI COMO BISPO, APESAR DE NÃO TER TIDO CONTATO FÍSICO, APEN…

GULFNOTÍCIA : DEP. TIA ERON E BISPO BRUNO LEONARDO

Estive hoje com o querido Bispo Bruno Leonardo Cerqueira. Grande homem de Deus! Bispo da Igreja Batista Avivamento Mundial.

Kamyla Simioni posta foto da irmã ao lado de cantor e provoca

A empresária Kamyla Simioni, que ficou famosa após divulgar que teve um caso com o cantor Tony Salles, marido da apresentadora da Record Bahia,  Scheila Carvalho, ataca mais uma vez. A morena compartilhou uma imagem na qual a irmã dela, Yamani Simioni, aparece ao lado do cantor Victor, que faz dupla sertaneja com Léo e que se separou há alguns meses da assistente de palco do Faustão. “Eu juro q eu não vou contar nada, eu sei guardar segredo kkkkkkkk (sic)”, publicou em seu perfil no Instagram. Recentemente, Kamyla viveu um affair com o zagueiro do Vitória, Victor Ramos, mas não demorou muito para dispensar o atleta.