Pular para o conteúdo principal

GULFNOTICIAS JCNEWS ; Traficante ordena e comanda tortura contra professor em Serra Branca

 A Polícia Civil (PC), descobriu que uma traficante foi quem tramou, ordenou e participou da tortura contra o professor, Luís Carlos Rodrigues Alves, na tarde do dia 17 do corrente mês.
A trama ardilosa vai custar caro contra ela e mais três envolvidos (um já está preso) que vão responder por tortura, homofobia, associação criminosa e lesão corporal de natureza grave, informa Cristiano Santana, delegado seccional de Monteiro.
A mulher, que assim como os dois homens foragidos, já foram identificados, quis dar uma de justiceira e prezar pela moral e honra da sociedade e famílias serrabranquenses e quis se sair bem na fita.
Ela participou ativamente da tortura contra o professor e ainda ordenou que os comparsas gravassem a agressão e divulgassem nas redes sociais.
Na madrugada do sábado (15), o professor foi flagrado fazendo sexo oral em um jovem numa das praças no centro desta cidade caririzeira.
Um vídeo do ato foi gravado e logo tomou conta das redes sociais.
Na segunda, o professor foi alvo de uma trama diabólica que, por pouco, não lhe custou a vida. A imagem pode conter: uma ou mais pessoasA vítima foi internada no Hospital de Trauma em Campina Grande com visíveis sinais de tortura.
Foram socos, pontapés, agressões com chicote, barra de ferro e pedaços de pau.
No Hospital de Trauma, o educador contou que errou em fazer tal ato em praça pública, mas garante que as pessoas que estavam com ele eram adultas e não havia criança no entorno.
O professor disse que foi atraído para uma cilada.
Ele estava em casa e, logo após o almoço, por volta do meio dia, chegou a residência dele um rapaz pedindo ajuda para empurrar um carro.
Como o professor o conhecia, deu água e o ajudou com o carro.
A vítima percebeu que havia uma mulher com esse rapaz.
Para deixá-lo vulnerável e sem defesa, o professor acabou dirigindo o carro enquanto o rapaz o empurrava.
Mais adiante, conta Luís Carlos, visualizou mais dois homens.
Foi então, segundo ele, que percebeu que havia algo errado, mas já era tarde.
Foram, conforme o professor, aproximadamente três horas de tortura e de luta desesperada pela vida.
As agressões ocorreram na zona rural de Serra Branca e ele conseguiu escapar correndo pelo mato, pulando cercas e se ferindo em arames farpados.
Luís Carlos disse também que seus agressores ainda gravaram o vídeo o obrigando a pedir desculpas pelo ocorrido na praça.A vítima foi internada no Hospital de Trauma em Campina Grande com visíveis sinais de tortura.
Foram socos, pontapés, agressões com chicote, barra de ferro e pedaços de pau.
No Hospital de Trauma, o educador contou que errou em fazer tal ato em praça pública, mas garante que as pessoas que estavam com ele eram adultas e não havia criança no entorno.
O professor disse que foi atraído para uma cilada.
Ele estava em casa e, logo após o almoço, por volta do meio dia, chegou a residência dele um rapaz pedindo ajuda para empurrar um carro.
Como o professor o conhecia, deu água e o ajudou com o carro.
A vítima percebeu que havia uma mulher com esse rapaz.
Para deixá-lo vulnerável e sem defesa, o professor acabou dirigindo o carro enquanto o rapaz o empurrava.
Mais adiante, conta Luís Carlos, visualizou mais dois homens.Nenhuma descrição de foto disponível.O professor gritou bastante pedindo socorro e recebeu ajuda de agricultores que ouviram seus apelos.
O SAMU foi acionado, assim como a polícia militar.
Homossexual assumido, Luís Carlos não tem dúvidas: foi vítima de homofobia.
Por um momento ele pensou que iria morrer.
O professor só espera que os culpados sejam punidos.
Um dos envolvidos foi preso e identificado como Morrone.
A conduta do professor também está sendo apurada, em relação ao ato realizado em local público (importunação ofensiva ao pudor).
Foi então, segundo ele, que percebeu que havia algo errado, mas já era tarde.
Foram, conforme o professor, aproximadamente três horas de tortura e de luta desesperada pela vida.
As agressões ocorreram na zona rural de Serra Branca e ele conseguiu escapar correndo pelo mato, pulando cercas e se ferindo em arames farpados.
Luís Carlos disse também que seus agressores ainda gravaram o vídeo o obrigando a pedir desculpas pelo ocorrido na praça.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

GULFNOTICIAS JCNEWS ; IGREJA UNIVERSAL ABRE O JOGO E REVELA SOBRE SAÍDA DO BISPO FORMIGONI

Igreja Universal (IURD) abre o jogo sobre o bispo Formigoni e abala mundo gospel. A Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), resolveu abrir o jogo sobre o bispo Formigoni, depois que o ex-pastor da instituição Alfredo Paulo, contou sobre a expulsão de um dos braços fortes de Edir Macedo. Numa reunião que aconteceu na última quinta-feira, com pastores,  Renato Cardoso genro de Edir Macedo e lider de confiança da IURD  falou a versão dele do que aconteceu com o bispo Formigoni e porque ele não é mais bispo. Renato explicou que o Formigo procurou a esposa, assumindo que havia tinha tido uma conduta inconveniente com trocas de mensagem com outra mulher. Ainda afirmou que teve acesso a essas mensagens, e por isso ficou comprovado que ele foi desonroso e que faltou respeito com a própria esposa, com a igreja e principalmente com Deus. A IGREJA A UNIVERSAL LAMENTOU O FATO, MAS DE ACORDO COM RENATO CARDOSO, NÃO TINHA COMO MANTER FORMIGONI COMO BISPO, APESAR DE NÃO TER TIDO C

GULFNOTÍCIA : DEP. TIA ERON E BISPO BRUNO LEONARDO

Estive hoje com o querido Bispo Bruno Leonardo Cerqueira. Grande homem de Deus! Bispo da Igreja Batista Avivamento Mundial.

Kamyla Simioni posta foto da irmã ao lado de cantor e provoca

A empresária Kamyla Simioni, que ficou famosa após divulgar que teve um caso com o cantor Tony Salles, marido da apresentadora da Record Bahia,  Scheila Carvalho, ataca mais uma vez.  A morena compartilhou uma imagem na qual a irmã dela, Y amani Simioni,  aparece ao lado do cantor Victor, que faz dupla sertaneja com Léo e que se separou há alguns meses da assistente de palco do Faustão. “Eu juro q eu não vou contar nada, eu sei guardar segredo kkkkkkkk (sic)”, publicou em seu perfil no Instagram. Recentemente, Kamyla viveu um affair com o zagueiro do Vitória, Victor Ramos, mas não demorou muito para dispensar o atleta.