Pular para o conteúdo principal

GULFNOTICIA Bolsonaro defende fatiar reforma da Previdência e começar por idade

[Bolsonaro defende fatiar reforma da Previdência e começar por idade]presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), afirmou nesta terça-feira (4) que deverá enviar uma proposta de reforma da Previdência fatiada ao Congresso e começar as alterações pela idade mínima para aposentadoria. Bolsonaro afirmou que, por enquanto, defende uma diferença no piso de idade para homens e mulheres. Ele argumentou que a aprovação das mudanças na aposentadoria é "menos difícil" se começar pela idade mínima. "Está bastante forte a tendência de começar pela idade", afirmou.
Questionado sobre qual seria a idade mínima, Bolsonaro chegou a dizer que é a favor do aumento de dois anos para todos. Ele não esclareceu, contudo, de qual patamar partiria esse aumento. No regime geral, hoje é possível se aposentar sem idade mínima, com 35 anos de contribuição (homem) e 30 anos (mulher). Na modalidade de aposentadoria urbana que exige idade mínima, são necessários 15 anos de contribuição e 60 anos (mulher) e 65 anos (homem). A proposta que está parada no Congresso propõe 62 anos (mulher) e 65 (homem).
"Nós queremos, sim, apresentar uma proposta de emenda à Constituição", disse. "Não adianta ter proposta ideal que vai ficar na Câmara ou no Senado. Aí, prejuízo seria muito grande", opinou. Segundo Bolsonaro, o novo governo só enviará uma proposta ao Legislativo depois de conversar com os líderes partidários. "Antes de mandar qualquer projeto para a Câmara, vamos ouvir no Planalto as lideranças. Vamos debater com o quadro técnico deles para, quando a proposta for para a Câmara, já estar bastante debatida".
O presidente eleito comentou a reforma da Previdência após se reunir nesta terça com deputados do PRB e MDB no gabinete de transição, em Brasília. Parlamentares que participaram dos encontros disseram que o discurso de Bolsonaro com as bancadas em relação às mudanças foi vago. Ele não deu pistas à bancada do PRB nem do MDB sobre que tipo de mudanças pretende propor.
Deputados se mostraram céticos com a aprovação da reforma previdenciária no primeiro semestre de 2019. Na avaliação dos parlamentares, com o início do trabalho legislativo efetivamente apenas em março, uma nova proposta dificilmente seria debatida e aprovada antes do meio do ano. 
Após a reunião, o deputado Osmar Terra (MDB-RS), futuro ministro da Cidadania, disse que houve pedido de apoio a grandes temas nacionais, sem demandas específicas sobre as regras da aposentadoria. "Falou genericamente, mas não entrou na questão da Previdência. Embora o assunto tenha sido citado, não entrou no mérito", disse.
Economistas se dividem ao avaliar a proposta do presidente eleito Jair Bolsonaro de fatiar a reforma da Previdência e começar as mudanças pela adoção de uma nova idade mínima de aposentadoria. Para o mercado, a reforma é crucial para sanear as contas públicas e estimular a retomada do crescimento.
Monica de Bolle, pesquisadora do Peterson Institute, em Washington, diz que fatiar a reforma significa gastar capital político várias vezes, o que, em sua avaliação, não faria sentido. "Para um governo que é virgem em negociação, me parece ser uma péssima ideia." Bolle teme que, ao apreciar a idade mínima, o Congresso dê o assunto por encerrado e passe a se voltar para as agendas que interessam aos grupos que apoiam o futuro presidente, como a de costumes, cara à bancada religiosa. Ela teme que a tentativa de passar a reforma em pedaços reduza a proposta à questão da idade mínima. "E a idade mínima é só uma casquinha. A reforma da Previdência terá que ser muito mais do que isso se a intenção for reequilibrar as contas."
Fabio Klein, especialista em contas públicas da Tendências Consultoria, afirma a estratégia de natureza mais procedimental tende a ter efeitos mais negativos do que positivos, pois o governo correria o risco de perder o foco e, junto com ele, o esforço de mobilização.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

NOTICIAGULF Ministério Público da Bahia abre novo inquérito para apurar supostas irregularidades praticadas por Márcio Paiva, ex-prefeito de Lauro de Freitas

O Ministério Público estadual (MP) abriu inquérito para apurar supostas irregularidades praticadas pelo ex-prefeito de Lauro de Freitas Márcio Paiva (PP) na contratação de uma empresa em 2014. Paiva, que deixou o comando da cidade em 2016, firmou contrato com a Consiga Assessoria e Consultoria Ltda por inexibilidade. Contudo, há indícios de fraudes no processo. Em 2014, o ex-prefeito teve as contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios justamente por contratações irregulares.

Reincidente A mesma empresa foi contratada, em 2013 e 2014, pelo então prefeito de Candeias Sargento Francisco por inexibilidade, processo também investigado pelo MP desde o ano passado.


Fonte: Coluna Satélite do Correio da Bahia 
Postado por Noticiagulf

GULFNOTICIA : Moema tem uma história de luta pela vida e jamais de comprar o silêncio , principalmente de quem sofre

Uma fatalidade antecipou a passarem da pequena Lara aqui nesta terra de lobos em pele de cordeiro .

Deus a levou e com certeza está na parte de onde os anjinhos são acolhidos .
Uma mãe que perde um filho se desespera e diz coisas inacreditáveis , não age com a razão , mas com a forte emoção da perda de quem esteve em seu ventre por nove meses , de quem amamentou , trocou as fraldas e sonhou o tempo todo com uma vida longa pra seu bebê , a mãe de Lara pode tudo .
Não devia é um site que se diz sério , de informação , ouvir uma mãe machucada , ferida na alma e o pior postar algo sobre a Mulher , a Política que nos seus quase 5O anos de Militância , sempre lutou e defendeu a vida .
Quando Moema liga pra a mãe de Lara , não é pra comprar seu silêncio mesmo porque a Secretária de Saúde já explicou o que levou Lara a Óbito e a perícia dirá com certeza que foi uma Fatalidade e não Imperícia , Negligência dos Profissionais da saúde.
Moema ligou pra a Mãe de Lara porque é mãe ,avó e uma Prefei…

GULFNOTICIA : Inaugurado, Terminal de Ônibus Aeroporto vai receber mais de 100 mil passageiros/dia

Nesta manha (08)na  Terminal  da estação de transbordo do Metro, o líder comunitário Alinaldo Furakão, sendo entrevistado por uma repórter , diz que em nome da sua comunidade de Portão, agradece ao Gov. Rui Costa e a Sra Prefeita Moema Gramacho  e especialmente a Sr. Luis Valença  presidente da CCR-Metrô  que desde outros eventos tem sido muito gentil, para comigo,  e nos transmite uma esperança quanto a " cobrança que está escrito no projeto"  METRO ATÉ  PORTÃO, e finaliza, ficar feliz em ouvir que em breve o Metrô poderá ir ate´ Portão, palavras da prefeita ao nosso amigo  e tbm defensor de Portão o ver, Topó  Parabéns prefeita.