Pular para o conteúdo principal

GULFNOTICIA Bolsonaro defende fatiar reforma da Previdência e começar por idade

[Bolsonaro defende fatiar reforma da Previdência e começar por idade]presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), afirmou nesta terça-feira (4) que deverá enviar uma proposta de reforma da Previdência fatiada ao Congresso e começar as alterações pela idade mínima para aposentadoria. Bolsonaro afirmou que, por enquanto, defende uma diferença no piso de idade para homens e mulheres. Ele argumentou que a aprovação das mudanças na aposentadoria é "menos difícil" se começar pela idade mínima. "Está bastante forte a tendência de começar pela idade", afirmou.
Questionado sobre qual seria a idade mínima, Bolsonaro chegou a dizer que é a favor do aumento de dois anos para todos. Ele não esclareceu, contudo, de qual patamar partiria esse aumento. No regime geral, hoje é possível se aposentar sem idade mínima, com 35 anos de contribuição (homem) e 30 anos (mulher). Na modalidade de aposentadoria urbana que exige idade mínima, são necessários 15 anos de contribuição e 60 anos (mulher) e 65 anos (homem). A proposta que está parada no Congresso propõe 62 anos (mulher) e 65 (homem).
"Nós queremos, sim, apresentar uma proposta de emenda à Constituição", disse. "Não adianta ter proposta ideal que vai ficar na Câmara ou no Senado. Aí, prejuízo seria muito grande", opinou. Segundo Bolsonaro, o novo governo só enviará uma proposta ao Legislativo depois de conversar com os líderes partidários. "Antes de mandar qualquer projeto para a Câmara, vamos ouvir no Planalto as lideranças. Vamos debater com o quadro técnico deles para, quando a proposta for para a Câmara, já estar bastante debatida".
O presidente eleito comentou a reforma da Previdência após se reunir nesta terça com deputados do PRB e MDB no gabinete de transição, em Brasília. Parlamentares que participaram dos encontros disseram que o discurso de Bolsonaro com as bancadas em relação às mudanças foi vago. Ele não deu pistas à bancada do PRB nem do MDB sobre que tipo de mudanças pretende propor.
Deputados se mostraram céticos com a aprovação da reforma previdenciária no primeiro semestre de 2019. Na avaliação dos parlamentares, com o início do trabalho legislativo efetivamente apenas em março, uma nova proposta dificilmente seria debatida e aprovada antes do meio do ano. 
Após a reunião, o deputado Osmar Terra (MDB-RS), futuro ministro da Cidadania, disse que houve pedido de apoio a grandes temas nacionais, sem demandas específicas sobre as regras da aposentadoria. "Falou genericamente, mas não entrou na questão da Previdência. Embora o assunto tenha sido citado, não entrou no mérito", disse.
Economistas se dividem ao avaliar a proposta do presidente eleito Jair Bolsonaro de fatiar a reforma da Previdência e começar as mudanças pela adoção de uma nova idade mínima de aposentadoria. Para o mercado, a reforma é crucial para sanear as contas públicas e estimular a retomada do crescimento.
Monica de Bolle, pesquisadora do Peterson Institute, em Washington, diz que fatiar a reforma significa gastar capital político várias vezes, o que, em sua avaliação, não faria sentido. "Para um governo que é virgem em negociação, me parece ser uma péssima ideia." Bolle teme que, ao apreciar a idade mínima, o Congresso dê o assunto por encerrado e passe a se voltar para as agendas que interessam aos grupos que apoiam o futuro presidente, como a de costumes, cara à bancada religiosa. Ela teme que a tentativa de passar a reforma em pedaços reduza a proposta à questão da idade mínima. "E a idade mínima é só uma casquinha. A reforma da Previdência terá que ser muito mais do que isso se a intenção for reequilibrar as contas."
Fabio Klein, especialista em contas públicas da Tendências Consultoria, afirma a estratégia de natureza mais procedimental tende a ter efeitos mais negativos do que positivos, pois o governo correria o risco de perder o foco e, junto com ele, o esforço de mobilização.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

NOTICIAGULF Ministério Público da Bahia abre novo inquérito para apurar supostas irregularidades praticadas por Márcio Paiva, ex-prefeito de Lauro de Freitas

O Ministério Público estadual (MP) abriu inquérito para apurar supostas irregularidades praticadas pelo ex-prefeito de Lauro de Freitas Márcio Paiva (PP) na contratação de uma empresa em 2014. Paiva, que deixou o comando da cidade em 2016, firmou contrato com a Consiga Assessoria e Consultoria Ltda por inexibilidade. Contudo, há indícios de fraudes no processo. Em 2014, o ex-prefeito teve as contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios justamente por contratações irregulares.

Reincidente A mesma empresa foi contratada, em 2013 e 2014, pelo então prefeito de Candeias Sargento Francisco por inexibilidade, processo também investigado pelo MP desde o ano passado.


Fonte: Coluna Satélite do Correio da Bahia 
Postado por Noticiagulf

DOMETILA GARRIDO - 1ª REPÓRTER MULHER DA BAHIA - MORADORA DE LAURO DE FREITAS

Mulher com espírito empreendedor, Dometila Cerqueira Garrido do Val, atualmente com  anos, nascida em 29 de agosto de 1933 num pequeno sobrado no bairro de Roma, destacou-se nas décadas de 60 e 70 pelas diversas atividades executadas.
Formada em Contabilidade pela Faculdade de Ciências Econômicas, exerceu por pouco tempo a sua profissão. Em 1961, ao declamar o poema Vozes D'áfrica de Castro Alvez, foi convidada pelo presidente do sindicato de jornalismo para escrever na redação do Diários Associados, em uma época onde as redações de jornalismos eram compostas exclusivamente por homens, tornando-a a primeira mulher a ocupar um lugar no diário. Segundo Domitila não sofreu nenhum preconceito, pelo contrário, era protegida – “Jehová de Carvalho me protegia”, referindo-se ao colega jornalista. Mas no início precisou impor respeito. “Eu usava um sapato de salto fino com capa-fixa. Quando batia no assoalho fazia muita zoada e batia para não ouvir palavrões. Depois de um ano o palavrão foi…

GULFNOTICIA : Moema tem uma história de luta pela vida e jamais de comprar o silêncio , principalmente de quem sofre

Uma fatalidade antecipou a passarem da pequena Lara aqui nesta terra de lobos em pele de cordeiro .

Deus a levou e com certeza está na parte de onde os anjinhos são acolhidos .
Uma mãe que perde um filho se desespera e diz coisas inacreditáveis , não age com a razão , mas com a forte emoção da perda de quem esteve em seu ventre por nove meses , de quem amamentou , trocou as fraldas e sonhou o tempo todo com uma vida longa pra seu bebê , a mãe de Lara pode tudo .
Não devia é um site que se diz sério , de informação , ouvir uma mãe machucada , ferida na alma e o pior postar algo sobre a Mulher , a Política que nos seus quase 5O anos de Militância , sempre lutou e defendeu a vida .
Quando Moema liga pra a mãe de Lara , não é pra comprar seu silêncio mesmo porque a Secretária de Saúde já explicou o que levou Lara a Óbito e a perícia dirá com certeza que foi uma Fatalidade e não Imperícia , Negligência dos Profissionais da saúde.
Moema ligou pra a Mãe de Lara porque é mãe ,avó e uma Prefei…