Pular para o conteúdo principal

GULFNOTICIA : Partidos batem cabeça na proporcional enquanto políticos tentam salvar a própria pele

Partidos batem cabeça na proporcional enquanto políticos tentam salvar a própria pelePassadas as convenções dos principais grupos políticos da Bahia, a minha expectativa era de que este texto falasse sobre as coligações para as chapas proporcionais, que elegem deputados federais e estaduais. Depois que as novelas para as majoritárias pareceram resolvidas, a discussão sobre chapões e chapinhas seria café pequeno. Ledo engano. Desde os últimos dias da semana passada, governo e oposição estão em polvorosa para tentar chegar a um consenso nessa questão. Com um único objetivo: salvar a pele dos parlamentares com mandato.

No grupo da oposição, o tema ganhou contornos mais problemáticos. Três partidos decidiram apenas apoiar a candidatura de José Ronaldo (DEM) e formar uma coligação proporcional com o nanico PRTB, que postula o Palácio de Ondina com o ex-prefeito de Salvador, João Henrique. Ali nasceu uma semente de discórdia que se tornou uma dor de cabeça grande apenas nesta segunda-feira (6), quando PTB e PSC, apoiadores em primeiro grau do candidato do DEM, também desistiram de compor o chapão. Como a majoritária contemplou a indicação de Irmão Lázaro (PSC) ao Senado, se esperava reciprocidade dos social-cristãos para ajudar a eleger os dinossauros do DEM. Sem acordo.

O próprio Democratas foi um dos primeiros a retesar a situação. Nos bastidores, reclamou da postura do PSC e “pediu a cabeça” de Lázaro. Porém, não é vantagem criar um novo desgaste com a candidatura do cantor ao Senado, depois de tanta celeuma para indicá-lo ao posto. Além do que Lázaro é considerado um dos nomes mais competitivos do grupo e sangrar a própria carne num processo com nomes já desidratados politicamente é uma jogada difícil de bancar.

O foco tanto dos “rebeldes”, que deixaram os acordos proporcionais, quanto dos “carrascos”, que ameaçaram retaliação, é apenas um: salvar a própria pele. Sem um candidato puxador de votos na candidatura ao governo, qualquer esforço para tentar a reeleição ou para garantir uma cadeira na Câmara dos Deputados ou na Assembleia Legislativa é válido e, mesmo que interajam a contragosto ao longo da campanha, qualquer um dos atores políticos sabe que na hora do aperto é “cada um por si”.

BASE DE RUI
Não é apenas a oposição que sofre para achar um denominador comum com relação às chapas proporcionais. Na base aliada do governador Rui Costa (PT) há também um ruído recorrente e, segundo o que veio a público, mais preponderante na chapa para deputados estaduais. Os dois maiores partidos da Assembleia, PT e PSD, bateram cabeça e não se entenderam facilmente sobre a melhor estratégia para a disputa.

O PT sabe que, com a capilaridade dos socialdemocratas, o risco de perder a maior bancada no estado é grande. Por isso, aos 45 minutos do segundo tempo, pediu que se rediscutisse a formação de um chapão proporcional. O PSD não aceitou de bom grado e só ontem confirmaram um acordo. Os grandes partidos sairão juntos.

Como se não bastasse esse princípio de incêndio, cujo esforço para debelar ainda não surtiu o efeito esperado pelo governador, Avante e Pros resolveram sair numa chapa em separado para deputado federal e criaram outro ponto de tensão no grupo. Tal qual a oposição, salvar a pele é imprescindível.

Até o dia 15 de agosto, prazo final para os registros das candidaturas, as negociações de bastidores para as composições proporcionais ocuparão os atores da cena. A maioria dos partidos optou por delegar às executivas estaduais o dever de fechar os acordos definitivos quanto a essa questão e, até lá, sobrarão socos e pontapés – figurativos, espero – com o propósito básico de sobreviver. E a briga deve ser feia. Afinal, como sabemos, não existe altruísmo na política.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

NOTICIAGULF Ministério Público da Bahia abre novo inquérito para apurar supostas irregularidades praticadas por Márcio Paiva, ex-prefeito de Lauro de Freitas

O Ministério Público estadual (MP) abriu inquérito para apurar supostas irregularidades praticadas pelo ex-prefeito de Lauro de Freitas Márcio Paiva (PP) na contratação de uma empresa em 2014. Paiva, que deixou o comando da cidade em 2016, firmou contrato com a Consiga Assessoria e Consultoria Ltda por inexibilidade. Contudo, há indícios de fraudes no processo. Em 2014, o ex-prefeito teve as contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios justamente por contratações irregulares.

Reincidente A mesma empresa foi contratada, em 2013 e 2014, pelo então prefeito de Candeias Sargento Francisco por inexibilidade, processo também investigado pelo MP desde o ano passado.


Fonte: Coluna Satélite do Correio da Bahia 
Postado por Noticiagulf

GULFNOTICIA : Moema tem uma história de luta pela vida e jamais de comprar o silêncio , principalmente de quem sofre

Uma fatalidade antecipou a passarem da pequena Lara aqui nesta terra de lobos em pele de cordeiro .

Deus a levou e com certeza está na parte de onde os anjinhos são acolhidos .
Uma mãe que perde um filho se desespera e diz coisas inacreditáveis , não age com a razão , mas com a forte emoção da perda de quem esteve em seu ventre por nove meses , de quem amamentou , trocou as fraldas e sonhou o tempo todo com uma vida longa pra seu bebê , a mãe de Lara pode tudo .
Não devia é um site que se diz sério , de informação , ouvir uma mãe machucada , ferida na alma e o pior postar algo sobre a Mulher , a Política que nos seus quase 5O anos de Militância , sempre lutou e defendeu a vida .
Quando Moema liga pra a mãe de Lara , não é pra comprar seu silêncio mesmo porque a Secretária de Saúde já explicou o que levou Lara a Óbito e a perícia dirá com certeza que foi uma Fatalidade e não Imperícia , Negligência dos Profissionais da saúde.
Moema ligou pra a Mãe de Lara porque é mãe ,avó e uma Prefei…

GULFNOTICIA : Inaugurado, Terminal de Ônibus Aeroporto vai receber mais de 100 mil passageiros/dia

Nesta manha (08)na  Terminal  da estação de transbordo do Metro, o líder comunitário Alinaldo Furakão, sendo entrevistado por uma repórter , diz que em nome da sua comunidade de Portão, agradece ao Gov. Rui Costa e a Sra Prefeita Moema Gramacho  e especialmente a Sr. Luis Valença  presidente da CCR-Metrô  que desde outros eventos tem sido muito gentil, para comigo,  e nos transmite uma esperança quanto a " cobrança que está escrito no projeto"  METRO ATÉ  PORTÃO, e finaliza, ficar feliz em ouvir que em breve o Metrô poderá ir ate´ Portão, palavras da prefeita ao nosso amigo  e tbm defensor de Portão o ver, Topó  Parabéns prefeita.